A sua música


**Scroll down the page to read the english version**

sumusica.jpg

Onde tudo era silencio absoluto, ensaios coloridos, sorrisos induzidos, mãos e vozes do passado me envolviam, era por lá que eu vivia. Queria e, às vezes, até tentara falar, mas a boca se negava, o corpo se esquivava e ali como vegetal se passavam os dias sempre vazios e iguais. O gosto amargo feito flecha ervada na busca pelo completo insípido, sabe Deus com que porções e segredos me guardei, tomavam-me e cada vez mais somente, simplesmente eu me tornei. Convivendo com fantasmas inconstantes, mas bem do que mal,  às vezes até podia ver entre um e outro, rosto companheiro. Quis erguer a mão, dispensar aqueles gestos, tornar mais colorida a paisagem que à minha concepção tornara cômoda. Sentia frio. O corpo tremia e cada vez mais cansado se fez nesse período.

Até que você chegou, na ocasião mais imprópria, de jeito imperceptível e inoportuno. Sorriu e me fez rir, exalou sua beleza mais guardada, generoso e de bondade própria. Cada momento foi vivido em medida  para que tudo se tornasse perfeição. O dedilhar  pelas cordas tornavam a realização de paz e sonhos. A sua música bateu em mim e as maravilhas se sucederam. Não havia frio, nem calores, o solo seco tornou-se fértil de flores, borboletas e essas coisas, palavras não eram necessárias, o coração te chamava de meu. E sem saber, sereno, você seguia glorioso, com seu cortejo musical, olhar sorridente. Atrás de você eu vinha  ao som da trilha, do charme, quanto mais conseguia ouvi-lo,  eu me fazia atenta às suas notas, tons e semitons. Ladeando ao sentir de tão novo e saboroso que esse coração guerreiro até travou sem ser feliz, o seu evitar. Com passos marcados ao ritmo dos seus, atravessava o nosso passeio, que só nosso parecia, apesar de tantos que ali estavam, desapareceram com o brilho seu.

Você tinha o calor singular que eu desejava, o tom que me preencheu em demasia e assim se fez aquele sentimento, eu quis dançar a sua música, eu quis viajar pelas ondas do ar até que chegasse tão suave aos seus ouvidos, te fazer sorrir doce como bem sabia, ecoar em seu coração e unir-me a sua alma ávida. Eu quis ser a sua música, sua eu quis ser.

suamuic.jpg

Where everything was absolute silence, color trials, induced smiles, hands and voices from the past around me, it was there that I lived. I wanted and sometimes I tried to speak, but the mouth refused , the body dodged and like a plant saw the days pass empty and equals. God knows that portions and secrets  I hold. Living with ghosts, more good than harm , sometimes even I could see between them, friendly face. I wanted to raise my hand, dismiss those gestures, become more colorful landscape and made my design become comfortable. I felt cold. The body shook and increasingly tired in that period.

Until you arrived at the improper time, imperceptibly in an inopportune way. He smiled and made me laugh and exhaled his beauty more guarded, generous and goodness. Every moment was lived to make everything become perfect. The strum the strings became true peace and dreams. His music hit me and wonderful things happened. There was no cold or hot, dry soil became fertile with flowers, butterflies and stuff, words were not necessary, the heart called you like you were mine. And without knowing, serene, he walked glorious with his lovely music, smiling look. Behind you, I was coming with rythm and melody, the charm. I could hear the heartbeat attentive to your notes, tones and semitones. Flanking to feel so new and tasty that heart warrior caught up without being happy without you. With steps marked the rhythm of his own music, going through our tour, our only tour, despite many people were there too,suddenly everything disappeared with his brilliance.

You had the unique warmth I wanted, the tone that filled me too much and so we did that feeling , I wanted to dance to his music , I wanted to travel by air waves until reach to his ears softly, I knew that I could make you smile sweet, the echo in his heart made me join your hungry soul. I wanted to be his music , I wanted to be his.

Daily Prompt: Ghost

Image

Leia também os post/ Read the other posts: O mundo que não é meu / This world is not mine, Fantasmas / Ghosts in my head, Procurando / Looking

Postado originalmente 08/09/2012 às 20:28

Anúncios

Um comentário em “A sua música

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s