Sua mentira é minha Saída


sua mentira

No começo clamava e me rastejava por você, abria mão do meu eu por nós dois, então o amor eu perdi e doentio fiquei. A escuridão tomou conta de meu coração, caindo num poço de angústias e lamúrias por conta de uma ilusão, fantasia que conquistou meu coração e deixou em ruínas minha paixão. Você era tudo o que eu queria e tinha em mãos; você era tudo o que eu precisava, preenchia meu ser, matava minha solidão, e eu não largava minha visão de nós dois no inconsciente de meu coração que ainda sem esperanças esperava por um último suspiro de amor, esperando o beijo doce de sua delicada boca. Porém tempo depois, distante e fora do meu alcance ficou, partiu sem olhar pra trás, sem lembrar do cachorro que sempre esteve ao seu lado… nenhuma despedida. O mundo real se abriu em meus olhos e me vi lamentando uma incerteza mais que certa, um amor nunca correspondido, no qual só eu estava ferido na lama e em meio a podridão da tristeza por alguém que fui fiel sem ter ao menos tocado seu corpo. Mesmo de olhos abertos continuei no mar de solidão e tristeza, nadando sem direção, me afundando cada vez mais nesse poço em que me encontrava preso. Cada lágrima, cada tristeza, cada lembrança fazia minha alma doer como ácido corroendo minhas veias, orei pela ajuda divina e para todos os santos, anjos e arcanjos, porém minhas preces pareciam não ser ouvidas, gritava por ajuda para uma saída, mas nada acontecia. Revivi cada tristeza de cada dia como se o tempo tivesse voltado e me jogado para ser torturado como um animal enjaulado. Toda minha vida parecia ter sido sugada com sua partida, porém no poço da angústia me encontrava com demônios e meus dilemas. Queria botar fogo em tudo, queimar até que a dor física fosse maior que dor da alma, queimar até virar pó para que o vento me levasse para bem longe de tudo e de todos até encontrar meu fim num mar azul, um fim sem redenção para minha mera e insignificante existência.
Desse caminho sem fim de falsas esperanças não conseguia sair.Tenho certeza de que sofri muito mais do que você me fez sofrer,  me trouxe os medos e inseguranças de uma vida inteira… demônios eu enfrentei… demônios eu ouvi… de anjos desisti, sabia que tudo isso era o vazio falando mais alto do que meu ser. Meu ser vazio se estremeceu ao perder seu hospedeiro que lhe dava a vida, como um parasita eu vivia, mas era você que sugava a minha vida. Não te culpo por isso, nem te odeio por aquilo, sei que a razão de meus problemas não é você. Ao me  apunhalar pelas costas, meus olhos se abriram para toda a verdade, me libertei de você e de tudo que me prendia, que me tornava vazio. Devido a suas mentiras encontrei minha saída, minha liberdade para vida e pessoa amiga me tornei para estender a mão a outros que também acham que não existe uma saída!

Por: Phelipe Di Amaral

OBS: Esse é uma versão melhorada de um texto que escrevi em 2010 e acho que ter esperado para postar esse texto foi a melhor coisa, pois essa versão ficou muito melhor que a original (ou rascunho).

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s