OLHANDO DIRETO PRA DENTRO DE MIM #01/NOV


Os dias se passaram num piscar de olhos até este exato momento, nunca percebi que talvez eu esteja sempre aqui, sempre aqui trabalhando até tarde para preencher algo que não sei como encontrar para me completar. Adoro o meu trabalho, adoro trabalhar, me faz esquecer o vazio dos últimos tempos. Como cheguei até aqui? Como estou do jeito que estou? São questionamentos ficam sempre em meus pensamentos e nunca recebem uma resposta, talvez o problema não seja com o mundo, talvez o problema seja eu que não sei buscar a felicidade ou não faço a mínima ideia do que ela seja, pois no fim do dia como estes, o mundo continua a girar, a vida de todos seguem e eu estou sempre aqui nesse escritório me perguntando a mesma coisa, trabalhando sem parar até o cansaço me fazer parar e olhar para meu reflexo no vidro da mesa e viajar em meus pensamentos. Não sou feliz? Não sou uma pessoa deprimida, que fica se lamentando a todo momento, ou não tenha alguém que esteja disposto a me ouvir lamentar e esses pensamentos ficam torturando minha mente. Também não sou a depressão pura, mas não sinto como se isso fosse suficiente, do que tudo que conquistei seja suficiente para fazer essas alegrias se tornarem em plenas felicidades, não sei o que há de errado comigo, como preencher esse vazio tão cheio de pressão sobre meu peito, no fim de cada dia, quando estou indo pra casa me imaginando na minha rotina eterna, sem mudar uma linha da minha jornada que parecia o caminho certo, mas talvez algo que eu tenha feito ou deixado de fazer me faz sempre olhar para o espelho e me perguntar “o que está faltando ?”. Como já disse, não me faço de vítima e vivo normalmente, tenho uma vida boa, estou ascendendo em minha carreira profissional, tenho muitos amigos, amo minha família, mas é lógico que tenho problemas não resolvidos e que na maior parte do tempo nem me lembro deles para não corroerem minha vida, pois nunca se resolveram e nunca se resolverão, mas só de ter aqueles que amo por perto já é suficiente para que esses problemas não me afetem, ou me faz ter força para esquecê-los. Espero que isso seja suficiente quando eu olhar pra dentro de mim, refletindo minha imagem no espelho..

Advertisements

One thought on “OLHANDO DIRETO PRA DENTRO DE MIM #01/NOV

  1. Esse texto conta sobre um homem vivido e de uma vida bem sucedida , que um dia parou para refletir sobre a vida e a tentar se achar nesse mundo , e nisso começa passar um filme na cabeça dele tudo que já tinha vivido , e de tudo que ja tinha feito , o trabalho que tinha conquistado , os valores da vida , oque realmente importa etc ….. Dai ele começa a perguntar : , COMO FOI QUE CHEGUEI AQUI ? COMO ESTOU DO JEITO QUE ESTOU ? SOU FELIZ ?ALGO ME FALTA ? as varias outras perguntas que fazemos quando refletimos sobre nos mesmo e nossas vidas . Nessas viagem pela vida , ele acaba a percebendo que apesar de tudo que ele tenha vivido , passado , ele que tinha o tesouro mais precioso que podemos ter nessa vida , que e ter vários amigos que gostam muito de nos , uma família que muito nos ama , e acima de tudo deus , e que poderia se considerar a pessoa mais feliz do mundo ou ate do universo !

    Like

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s