Declarando Calada o Amor em Segredo /Silent Declaration of a Secret Love


>>English Version<<


Declarando calada o amor em segredo.jpg

eu-estava-no-inverno-da-minha-vida

Eu quero saber mais do que você faz no seu dia, meu bem. Eu quero saber o quanto de você pode ser meu. A caixa de sapatos debaixo da cama está lotada de retratos apagados, poemas, cartas sem destino, pedaços de papel com reflexões e uma caneta de tinta velha, possibilidades desperdiçadas, devido a minha falta de coragem. Entre nós dois há apenas amizade, “apenas” porque não sei ao certo, mas acho que te desejo mais, quero ser capaz de mais do que segurar nossos momentos de riso, onde eu te acho o homem mais admirável, a alma mais linda que a minha já conheceu e não manifestar esse desejo no toque dos nossos lábios, me faz pensar: até onde posso ir? Até onde meu coração disparará sem que as bochechas fiquem coradas na tentativa torpe de esconder minha excitação em te ter por perto? Essa é a versão mais gostosa do medo, do incerto, desconhecido, a sensação mais vibrante do nunca tocado. Eu quero saber se você é capaz de amar o suficiente pra entender tudo isso. Se o seu sonho te faz mover ou te derruba e se sua queda no chão não fizer um som, se você entraria em pânico com medo de não mais existir ou por não ser capaz de alcançar as minhas mãos. Eu quero saber, meu bem, se você sangra quando se depara com as injustiças declaradas no horário nobre da televisão. Se você morre aos dias, a cada aperto no peito por não poder curar o mundo e as flores tristes e baldias daqueles que não tem com quem contar. E se depois de um dia cheio, você vai aparecer apesar da tempestade de meteoritos que cai lá fora, apesar do choro da garça que não avista mais o horizonte esfumaçado. Eu quero saber, meu bem, se no dia que eu chorar em prantos e estiver prestes a acabar com tudo se você vai se esquecer do resto e me deixar descansar no seu peito. Eu quero saber a cerca da sua coragem, se ela acolhe meus medos, assim me embrenhar em você, me entregar. Se quando a terceira guerra mundial explodir você vai enfrentar o batalhão de choque nas ruas, se estaremos de mãos dadas perante a morte e a destruição. E se caminharmos por horas lado a lado e em silêncio se você teria vontade de me dar um abraço por alguns minutos. Eu quero saber mais do que você faz no seu dia, muito mais. Sabe meu bem? Certa vez me perguntaram que animal gostaria de ser, como menina boba que era, respondia os mais comuns, como borboletas e joaninhas. Se hoje me perguntassem o que eu gostaria de ser, responderia um pássaro. Mas não apenas um pássaro qualquer, uma andorinha. swallow.pngSim. É isso mesmo. Continua clichê, mas hoje isso tem um significado. Eu gostaria de ser uma andorinha, porque quando viessem os dias frios, eu poderia voar para bem longe em busca de calor, eu poderia ir ao seu encontro, pousar na soleira de sua janela e te observar enquanto repousa. Hoje os dias frios chegam com tanta frequência, minha falta de coragem em me declarar para você, bate a minha porta com a maior das friezas, enquanto  meus amigos dizem que sou um “cubo de gelo”, eu desejo com toda minha paixão que você não se esqueça de mim, te quero tanto e fico imaginando se haveria uma remota possibilidade de você ao menos estar com seus pensamentos nos meus, nem que seja por um momento. Sabe meu bem? Não vivemos em pleno inverno, em frio constante, mas o frio vem das pessoas e ele me assusta, mas com você sinto-me tão aquecida e contemplada, preenchida, sinto fisgadas na espinha a cada entonação da sua voz a me dizer ‘eu te amo minha amiga’ mesmo como amigos, somos capazes de dizer isso sinceramente, mas será que você sabe que eu sinto? Que eu quero mais? Será que você sabe meu bem, que eu desejo ouvir de você que somos como nos meus sonhos nas noites mais bonitas? E assim como uma andorinha, se eu pudesse voar para longe, um pouco mais perto de você em busca da distancia que parece ter entre nós, de seu calor humano talvez as coisas aqui dentro estivessem melhores, não estivesse tudo tão preso, tão reprimido pelo medo de estragar tudo que temos. Oh, meu bem, por Deus, eu preciso saber….Os pensamentos estão fluido com um turbilhão de sentidos e sensações as quais eu nunca imaginei sentir. Será que você sabe e sente o que cada pedaço do meu ser deseja para nós? E a vida então, passaria fazer tanto sentido e todos meus anseios seriam deixados para trás e as coisas se organizariam em minha cabeça e a pulsação no meu peito seria feita em um alicerce que jamais cairia. E mais uma vez, seria como uma andorinha, fiel ao local de partida, eu voltaria para você de onde jamais sairia, me aninharia em seu coração, faria uma casa no seu peito, onde eu sempre pudesse me aquecer de você, onde eu pudesse queimar meu desejo e seriamos só um, unidos pelo amor e toda beleza que do céu existe, e o vento em nossas asas pairadas espantariam de vez o meu medo de te perder.

Eu estava no inverno da minha vida e os homens que encontrei pelo caminho eram meu único verão. À noite eu dormia e tinha visões de mim mesma dançando, rindo e chorando com eles. MAS TUDO MUDOU QUANDO ENCONTREI VOCÊ!

Meu amigo, meu melhor amigo. Eu amo você, meu bem. Que os céus queiram que você ame essa andorinha também!


DECLARANDO CALADA O AMOR EM SEGREDO

Escrito porassinatura-pamelafenix-verde-green-phoenix©2013


silent-declaration-of-a-secret-love

“I was in the winter of my life and the men that I met along the road were my only summer. At night, I fell asleep with visions of myself dancing and laughing and crying with them…” (Lana Del Rey)

…BUT EVERYTHING CHANGED WHEN I FOUND YOU!

      I want to know more than you do in your day, honey. I want to know how you can be mine. The shoebox under the bed is full of faded pictures, poems, aimless cards, pieces of paper with reflections and an old ink pen, wasted opportunities due to my lack of courage.

     Between us there is only friendship, “only” because I’m not sure, but I think I want you more. I want to be able to more than hold our moments of laughter, where I think you’re the most remarkable man, the most beautiful soul that I ever known and not express this desire with the touch of our lips, it makes me wonder: how far can I go? As far as my heart can reach without the cheeks become flushed in the clumsy attempt to hide my excitement in having you around? Sometimes I think I can’t pretend that nothing is going on inside of me.

     This is the most delicious version of fear, of uncertain, of the unknown, the most daring and vibrant feeling of the untouchable. I wonder if you are able to love enough to understand all this. If your dream is what keeps you moving or makes you falling on the ground without make a sound, would you panic for not be able to reach my hands? I want to know, honey, if you bleed when faced with injustice declared on primetime television. If you die everyday, in every chest tightness for not being able to heal the world and the sad flowers.

     After a full day, you appear despite the meteor storm that drops out there, despite the cry of the heron that no longer sees the hazy horizon. I want to know, my dear, in the days that I cry in tears and I want to end it all, will you forget the rest and let me rest on your chest? I want to know about your courage, if it accepts my fear, to deliver me. When the third world war breaks out, will you face the riot in the streets if we stand hand in hand before the death and destruction? And if we walk for hours side by side in silence, would you want to give me a hug for a few minutes?

      I want to know more than you do in your day, much more. You know, baby! Once asked me what animal I would be and I answered it like a silly girl who was giving the most standard answer such as butterflies and ladybugs. Today I would answer that I would like to be a Bird. But not just any bird, a swallow. Yes, that’s right! Continues cliché, but today it has a meaning. I would like to be a swallow, because when the cold days come, I could fly far away for warmth, I could go to seeswallow you, I would land on the sill of his window and watch you while resting.

     Nowadays the cold days come so often, my lack of courage to declare myself to you makes the fear knocks on my door with the coldness, my friends say I am an “ice cube”! I wish with all my passion you never forget me. I want so much and I wonder if there was a remote possibility that you at least be with your thoughts on mine, even for a moment. You know baby! We do not live in midwinter, constantly cold, but the cold comes from the people and it scares me, but with you I feel so warm and covered, filled. I feel the shiver down my spine in every single intonation of your voice telling me: “I love you, my friend”. Even as friends, we are able to say it honestly, but do you know what I feel?

     Do you know that I want more? I want to hear from you that we are like in my dreams, the most beautiful nights. And just as a swallow, if I could fly away, a little closer to you in search of the distance that seems to have among us, things would be better inside of me if I have your human warmth, if I wasn’t so stuck or so repressed by fear of ruining everything we have. Oh, Gosh! I need to know …. The thoughts are fluid with a swirl of senses and sensations which I never imagined to feel.

      Do you know and feel what each piece of my being wants for us? Life then would make as much sense and all my wishes would be left behind and things would organize themselves in my head and the heartbeat on my chest would be made on a foundation that would never fall. And again, I would be like a swallow, true to the place of departure, I would come back to you always, I would be stuck in your heart, would make a nest in your chest where I always could warm me up in you, where I could burn my desire and we would be only one, united by love and all the beauty that exists in the skies, and the wind in our wings throws away my fear of losing you.

My friend, my best friend. I love you, baby. That the heavens want you to love this swallow too!


SILENT DECLARATION OF A SECRET LOVE

Written By
assinatura-pamelafenix-verde-green-phoenix
©2013


05/11/2013 às 19:47

Advertisements

6 thoughts on “Declarando Calada o Amor em Segredo /Silent Declaration of a Secret Love

  1. Thank you for reading my blog. I’ve enjoyed reading your post and feel free to invite me to read any other specific posts at anytime. I’ve followed your blog. You have an incredible way with words and can feel the heart behind them 🙂

    Like

  2. Thanks for stopping by my blog and commenting and sending this link to your blog also. I really liked this post. It was really beautiful. I will be following your blog now. If you want me to read something specific like this send me a link anytime. Otherwise I will check in with your blog as much as possible. Happy blogging!

    Liked by 2 people

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s