Quem matou Wes? / Who killed Wes?| HOW TO GET AWAY WITH MURDER


ENGLISH VERSION AVAILABLE HERE (OR BELOW)


i-love-series-logo01×2017- #WhoKilledWes


Se ainda não conhece How To Get Away with Murder (clique aqui) para conhecer a série


COMENTANDO

HOW TO GET AWAY WITH MURDER – SEASON FINALE

Mais um grande final eletrizante que nos deixou de cabelos em pé, estagnados, sem poder se mexer, eu realmente achei que seria fácil segurar a barra, mas não foi!!! Se você ainda não assistiu a season finale – ep 15 da 3ª temporada de How to Get Away With Murder e não quer receber spoilers, por favor não continue a leitura. Convido você assistir e depois vir comentar com a gente!!!

spoiler-alert        spoiler-alert      spoiler-alert

iloveseriescapa
QUEM MATOU WES?

No dia 23/02/2017 foi exibido o episódio season finale intitulado “WES” da 3ª temporada de HOW TO GET AWAY WITH MURDER e o que achei mais incrível é que mesmo a questão que vem nos assombrando desde novembro de 2016, a assombrosa pergunta “Quem matou o Wes???”, é válido notar que a importância do próprio personagem ultrapassa todo o mistério de descoberta sobre a morte dele. É impossível não repensar na história pessoal que o personagem teve ao longo da série, assim como sua parcela de importância nos acontecimentos, que foi crucial para os mesmos. Wesley Gibbins/Mahoney (Alfie Enoch) foi o elixir de tudo, sem ele nada poderia ser recontado. Ter sua vida cruzada com Annalise Keating (Viola Davis) foi puro fruto do destino de um passado que quando criança, ao perder a mãe, foi doloroso e desde esse dia Annalise prometeu protegê-lo. Ela só se esqueceu de protegê-lo de si mesma, porque vamos combinar que a vida dela tem certo desequilíbrio e claro que ela não teve intenção que nada de mal acontecesse, muito pelo contrário, mas, como já dizia a lei de Murphy (se algo pode dar errado, dará), é o ponto em que sabemos que lógico que algumas coisas desandariam e foi o que aconteceu.

how_to_get_away_with_murder_s03e14_still.jpg

Pessoas foram mortas, mentiras foram feitas e encobertas, tudo enroscado em uma trama embaralhada que parece impossível sair ileso. Mas, como pudemos perceber, por incrível que pareça, nenhum dos envolvidos eram más pessoas, inclusive a Annalise que em parte eu sempre associei certa culpa nela, enquanto todo esse tempo o que ela estava fazendo era livrar a barra, não só do Wes, mas daquelas pessoas que faziam parte de sua vida.

Faz sentido, novamente, o Wes ser a grande resposta disso tudo. Todas as coisas que aconteceram foram em volta dele, então não é de se esperar por menos, é claro que não vou tirar aqui a enorme parcela de culpa do outro “filho” problemático, Frank Delfino (Charlie Weber) que na minha opinião deveria ter sua história mais explorada, para entendermos de onde vem esse conformismo assassino. Enquanto Wes custava acreditar que era capaz de machucar alguém, Frank parece gostar muito de dar um fim em algumas pessoas simplesmente porque estão em seu caminho. Mas, de modo geral, não podemos descartar as coisas que cada um deles fizeram, mas como eu disse, em certa instância, podemos ser compreensíveis porque jamais eles se tornaram os piores por isso, no fundo eram sim pessoas boas.

Então, finalmente após a revelação, descobrimos que Wes morre pelas mãos de Dominic (Nicholas Gonzalez) um amigo da família Castillo, a mando do pai de Laurel (Karla Souza) e fica por isso. Parece até insuficiente e é mesmo  o que transparece, dado o suspense todo e acabamos nos afogando na lama, é só mais um caso de família mafiosa querendo proteger o legado e todo aquele clichê?! Bem, na minha opinião isso é só uma forma de manter a história e suas tramas paralelas adiante, porque o mais importante é o Wes sendo a resolução de todos os problemas depois do agente/pivô de causas que ele foi. Isso foi uma das chaves da temporada e de toda a série junto ao capacho humano que Frank Delfino se tornou. Foi injusto o Wes levar a culpa por todos os assassinatos? Não acho que tenha sido. Um homem morto não pode ir pra cadeia, mas, conhecendo o Wes pela forma que conhecíamos, ele teria se sacrificado por todos eles de qualquer maneira. Como Annalise disse, ele teria optado por isso. O que importa é a memória dele diante dos amigos. Isso não significa que um dia a verdade não possa aparecer, porque pode.

how-to-get-away-with-murder-3x09-wes-and-laurel-argument-scene.jpg

Muito se falou sobre essa temporada ser a mais fraca da série e não discordo, no inicio da temporada foi difícil seguir todas as semanas. No entanto, de qualquer forma, isso não tira a carga de excelentes atuações e diálogos muito completos, sem falar que acertaram em dar a um dos personagens mais importantes da série, sem descartar outros, uma historia de enorme magnitude. No geral, achei a temporada muito resolutiva e completa. O inesperado pode ter sido assim não tão inesperado, porque eu desconfiei do pai de Laurel, uma vez que o Sr. Jorge Castillo (Esai Morales) em sua posição, se mostrou um pai muito incisivo em manipular a vida da filha, não provando o contrario, sua falta de vontade em ajudá-la  a procurar Frank no momento de seu “sumiço” e ainda fez ela assinar um documento que dizia que não havia sido seqüestrada, mesmo sabendo que sim, mesmo após isso, Laurel não pôde continuar procurando Frank e voltou para casa frustrada, concentrando seus esforços na jornada de Wes para encontrar sua própria historia. Arrisco dizer ainda que  não acho que Wes tenha sido o alvo do pai de Laurel, talvez um fato que prova isso é a ligação de Dominic comunicando que estava feito, porém, com algumas complicações. Mesmo estando na cara que Connor não devia estar no local e Laurel quase se machucou feio, talvez esteja muito obvio. Se voltarmos um pouquinho para as primeiras temporadas, teve uma cena em que Laurel jantava com a família e na mesa contava para eles sobre Annalise e o quão obscura sua vida estava ficando. Seria esse um motivo para que o pai, após problemas dela com o Frank tivesse contratado alguém para investigar o que estava acontecendo em meio a todos os assassinatos e acusações envolvendo Annalise e então decidiu livrar a filha a sua própria maneira?!

A série usa e abusa de reviravoltas e isso, na minha opinião é o que a torna mais interessante, tem uma medida razoável de previsível e mistério, sem deixar muitas pontas soltas, apesar de muita gente achar o contrário. Depois de muito tempo eu senti que não quiseram impressionar, como se isso fosse a coisa mais importante a ser feita e nos deram um final muito mais significativo do que resolutivo. No final, nós vemos um show de atuações espetaculares para fechamento de uma historia de personagens muito profundos, um sinal de que Annalise sempre amou Wes como um filho, que por sua vez ficou eternizado na série.

Falando nisso, há diversas teorias de que Wes está vivo, não sei se consigo esperar tanto assim, mas, fizeram questão de nos mostrar o corpo sendo analisado pelo legista, sendo aberto, foram diversas cenas do corpo sem vida, não consigo acreditar em nada do tipo. É claro que eu gostaria muito, talvez meu maior erro ao assistir as séries da Shonda Rhimes é me apaixonar por todos os personagens como em um grupo, no qual cada um contribui para sua personalidade, depois, quando eles morrem, sinto que a série não se recuperará, realmente Wes fará uma enorme falta. Mas, estou apostando nessa trama da família Castillo e como Laurel lidará com essa gravidez, claro que ela tem recursos financeiros, mas convenhamos que a vida dos alunos da Keating não é nada fácil ou livre de tragédias, imagine um bebê no meio disso tudo e mais a faculdade de Direito?! Há muito a ser explorado.

maxresdefault-5

Pontos que devemos observar:

Wes não é filho de quem pensava que é e parece que a mãe Sylvia Mahoney (Roxanne Hart) sabe de mais coisas que imaginamos, será que ela, assim como Annalise deu assistência a Wes em sua infância e juventude?

Charles Mahoney (Wilson Bethel) foi revelado verdadeiro pai de Wes, seria ele o novo alvo de Dominic ou os Mahoneys estão trabalhando junto com os Castillos? O que explica Dominic estar em Nova York exatamente no bar onde Laurel planejou confrontar Charles? Será que o único motivo era de fato proteger Laurel, de um assassinato e se embolar ainda mais com mais um assassinato na lista?

Em “Go Cry Somewhere Else”, aparece Wes aparentemente sendo seguido por Frank pela cidade horas antes de sua morte. Ao entrar em um táxi, as coisas ficaram imediatamente intrigantes. Primeiro Wes ignorou uma chamada de Laurel, em seguida, fez uma chamada para um número misterioso “em caso de emergência”. Mas o que foi ainda mais surpreendente foi que Wes se apresentou como Christophe na chamada. Então era impossível ouvir alguém na outra linha, e a cena se interrompeu rapidamente antes que Wes pudesse dizer mais nada. Só o que vimos foi ele dizer que era Christophe, quem mais o conheceria assim, além de Annalise? Eve talvez? Sua família adotiva? A avó Mahoney? O que ele teria dito? Pedido de socorro ou alguma revelação obscura? Pensemos nisso.

O encontro intrigante do Todd Denver (Benito Martinez) e Dominic (Nicholas Gonzalez) onde o mesmo entrega o celular de Wes para ele, ou seja, ele sabe da morte de Wes e está obstruindo todo o processo de investigação, manipulando tudo para incriminar Annalise, obviamente a mando do pai de Laurel. Isso não pode ficar simplesmente impune, fez um acordo com Annalise e acabou? Não guardo rancor, mas algo me diz que essa história não para por aí. O que ele deve aos Castillo não foi realmente quitado certo?

Connor Walsh (Jack Falahee) nunca foi tão Connor como nessa temporada, mas convenhamos que ele teve lá sua parcela de crescimento e demonstrou lealdade a Annalise. O que me leva a pensar se ele realmente não será o elo fraco? Aceitar o pedido de casamento de Oliver ou não aceitar? Está mais do que provado que Connor envolve seus problemas do trabalho na relação e aceitar ou não o pedido, pode alterar seu comportamento e prioridades quanto as situações que enfrentará junto ao elo de Annalise Keating.

Posso estar sendo detalhista aos extremos, mas, tamanha explosão, sendo que Wes foi posicionado no porão da casa de Annalise, não causaria maior estrago que as queimaduras somente no lado esquerdo do corpo de Wes? Será que Connor está dizendo toda a verdade? Não teria ele tentado mover o corpo? Ou de fato estou sendo paranóica?

maxresdefault (4).jpg

Momentos emocionantes da season finale:

Muitos acharam que Laurel estava chata demais, mas eu, particularmente, achei que ela estava interpretando o luto formidavelmente. O luto de Laurel causou todas aquelas reações agressivas e focadas em acusar os demais, a dor de Laurel com certeza, pelo menos em sua própria concepção era maior. Achei a atuação muito profunda e gostei de como sua intolerância provocou incisivamente os outros personagens.

A morte de Wes foi muito, muito angustiante, uma vez que o menino lutou por sua vida, mesmo que ainda sob efeito da droga aplicada em seu pescoço. Acabou sendo morto de maneira muito lenta e cruel enquanto revelava a cena de Annalise fazendo o acordo com Denver, dizendo o quanto ele era bom e, tinha esses sinais de violência, com certeza uma das cenas mais emocionantes do episodio, esse confronto temporal, causou sensações indescritíveis.

O desabafo de Annalise, seu choro e talvez o maior dos atos anteriores, esconder o que continha naquele celular suspeito por muitos de nós, que foi uma forma primitiva de protegê-lo desde o começo. É uma cena linda e verdadeira, certamente uma das maiores de Viola Davis na série e passa tudo aquilo que ela sentia sobre ele. Sua memória não será corrompida por causa disso “He’ll be remembered”. A cena se tornou cada vez mais escura e o silencio que envolvia o take, fazendo parecer sozinha, realmente, a atriz explorou muito de seu talento ali. Sem duvida, uma cena marcante.

E você o que achou do Season Finale de HOW TO GET AWAY WITH MURDER? Deixe seu comentário.

Clique aqui pra ir direto pra a seção de comentários!

how-to-get-away-with-murder-season-3.jpgpamelabottompost

iloveseriescapa
WHO KILLED WES?

HOW TO GET AWAY WITH MURDER – SEASON FINALE

Another great electrifying final that left us standing, stagnant, unable to move, I really thought it would be easy to hold on the emotion, but it was not! If you have not yet watched the season finale (3×15 of How to Get Away With Murder) and do not want to read spoilers, please don’t continue reading. I invite you to watch and then come comment with us!

 

spoiler-alert       spoiler-alert       spoiler-alert

how_to_get_away_with_murder_s03e14_still.jpg

On February 23rd the season finale titled “WES” of Season 3 of HOW TO GET AWAY WITH MURDER was aired and what I found most incredible is that even the question that has haunted us since November 2016, the astounding question “Who Killed Wes ?”, it is worth noting that the relevance of Wes goes beyond the whole mystery of discovery about his death. It is impossible not to rethink the personal story that the character had throughout the series, as well as his crucial importance in events that happened previously his death. Wesley Gibbins / Mahoney (Alfie Enoch) was the essence of everything, without him nothing could be retold. Having his life crossed with Annalise Keating (Viola Davis) was pure fruit of the destiny from a past that when he lost his mother as a child, it was painful and from that day Annalise promised to protect him. She only forgot to protect him from herself, because we have to agree that her life has a certain imbalance and of course she had no intention that nothing bad happened, quite the opposite, but we know that it is logical that some things would go wrong and that is what happened.

how-to-get-away-with-murder-3x09-wes-and-laurel-argument-scene.jpg

People were killed, lies were made and covert, all tangled up in a scrambled plot that seems impossible to leave unscathed. But as we could see, incredible as it may seem, none of those involved were bad people, including Annalise, who in part I always associated some guilt in her, while all this time what she was doing was caring not only of Wes, but of those people who were part of her life.

It makes sense, again, that Wes is the great answer to all this. All things that have happened are all about him, so it is not to be expected for less, of course I will not take away the enormous amount of guilt from the other problematic “son”, Frank Delfino (Charlie Weber), who in my opinion the tv show have to explore his story, to understand where this murderous conformism comes from. While Wes had a hard time believing that he was capable of hurting anyone, Frank seems to like very much to end some people simply because they stand in his way. But overall, we can not rule out the things that each of them did, but as I said, in a certain instance, we can be understandable because they have never become the worst, so basically they were good people.

So, finally after the revelation, we find out that Wes died by the hands of Dominic (Nicholas Gonzalez), a friend of the Castillo family, as a command by Laurel’s father and  that’s it. It seems even insufficient and is really what transpires, given the whole suspense and we ended up drowning in the mud, it’s just another case of mafia family wanting to protect the legacy and all that cliché (?)! Well, in my opinion this is just a way to keep the story and its plots parallel, because the most important thing is Wes being the resolution of all problems after being the causes of all problems. Was it unfair for Wes to take the blame for all the murders? I do not think it was. A dead man can not go to jail, but knowing Wes by the way we knew he would have sacrificed himself for all of them anyway. As Annalise said, he would have opted for that. What matters is his memory of his friends. This does not mean that one day the truth can not appear, because it can.

Much has been said about this season being the weakest in the series and I do not disagree, at the beginning of the season it was difficult to follow every week. But the excellent performances of the actors and dialogues very complete kept the quality of the show, without mention that they were successful in killing one of the most important characters of the series, without ruling out others from a story of enormous magnitude. Overall, I found the season to be very resolute and complete. The unexpected may have been so not so unexpected, because I distrusted Laurel’s father, since Mr. Jorge Castillo (Esai Morales) in his position, was a very incisive father in manipulating the daughter’s life. I venture to say that I do not think Wes was the target of Laurel’s father, perhaps a fact that proves this is the connection of Dominic communicating that it was done, however, with some complications. Because Connor was not supposed to be in the house and Laurel (Karla Souza) too, she almost hurt herself so badly, it may be very obvious. If we went back a little for the first few seasons, there was a scene where Laurel dined with her family and at the table told them about Annalise and how obscure her life was getting. Was this a reason why her father hired someone to investigate what was happening amid all the murders and accusations involving Annalise and then decided to free her daughter in her own way ?!

The plot twists, in my opinion, is what makes it more interesting,it has a reasonable measure of predictability and mystery, without leaving many loose ends, although many people find don’t think that way. After a long time I felt that they did not want to impress, as if that was the most important thing to be done and gave us a much more meaningful end than resolutive. In the end, we see a show of spectacular performances to close a story of very deep characters, a sign that Annalise always loved Wes as a son, which in turn became eternalized in the show.

I will miss Wes so much, but, I’m exciting on plot of the Castillo family and how Laurel will deal with her pregnancy, you know, the life of Keating’s students is not easy or free of tragedy, imagine a baby in the middle of it and, plus,  law college?! There is so much to explore.

maxresdefault-5

HIGHLIGHTS

Wes isn’t Wallace’s son as he thought, and it seems that Sylvia Mahoney (Roxanne Hart) knows more things than we imagine, did she as well as Annalise helped Wes in her childhood and youth?

Charles Mahoney (Wilson Bethel) was revealed to be Wes’ biological father, would he be Dominic’s new target or would the Mahoneys be working alongside the Castillos? What does explain Dominic being in New York right in the bar where Laurel planned to confront Charles? Was the only motive was to actually protect Laurel from murder and get even more involved with one more murder on the list?

In “Go Cry Somewhere Else,” Wes appears apparently being followed by Frank around town hours before his death. As he got into a taxi, things were immediately intriguing. First Wes ignored a call from Laurel, then made a call to a mysterious number “in case of emergency”. But what was even more surprising was that Wes introduced himself as Christophe on the call. Who else would know him like that besides Annalise? Eve maybe? His adoptive family? Grandma Mahoney? What would he have said? Call for help or some obscure revelation? Let’s wait.

The intriguing encounter between Todd Denver (Benito Martinez) and Dominic (Nicholas Gonzalez) where he hands Wes’ phone to the other man, that is, he knows of Wes’ death and is obstructing the whole investigation process, manipulating everything to incriminate Annalise , Obviously at the behest of Laurel’s father. This can not be simply unpunished, he made an agreement with Annalise and that’s it? I do not hold a grudge, but something tells me that this story does not stop there. What he owes the Castillo is not over, right?

Connor Walsh (Jack Falahee) has never been as Connor as this season, but let’s face it he had his share of growth there and demonstrated loyalty to Annalise. What makes me wonder if he won’t be the weak link, I mean accept Oliver’s request for marriage or not accept it? It is more than proven that Connor involves his work problems in the relationship and whether or not to accept the request, can change his behavior and priorities as to the situations he will face next to Annalise Keating.

With that explosion, was Wes positioned in the basement of the Annalize house that way? Would not do it more damage than the burns on Wes’ left side? Is Connor telling the whole truth? Had not he tried to move the body? Or am I really being paranoid?

maxresdefault (4).jpg

EXCITING MOMENTS

Laurel’s mourning caused aggressive reactions and made her focused on accusing the others. I found the performance very deep and I liked how his intolerance provoked the other characters incisively.

Wes’ death was very, very distressing, since the guy fought for his life, even if still under the effect of the drug applied on his neck. He ended up being killed very slowly and cruelly then we saw the scene of Annalise making the agreement with Denver, saying how good Wes was and, had these signs of violence, this confrontation caused indescribable sensations in me.

Annalise crying was perhaps the greatest of previous acts, she hid what was contained in that suspicious phone,  because it was the way to protecting Wes from the beginning. It’s a beautiful and true scene, certainly one of the greatest of Viola Davis in the series and this moment showed everything she felt about it. His memory will not be corrupted because of it. “He’ll be remembered.” The scene became increasingly dark and the silence surrounding the take, making her seem really alone, the actress explored much of her talent in that scene. Without a doubt, a remarkable scene.

And did you like the Season Finale of HOW TO GET AWAY WITH MURDER? Leave your comment.

how-to-get-away-with-murder-season-3.jpgi-love-series-logopamelabottompost28/02/2017 às 09:25

Anúncios

Um comentário em “Quem matou Wes? / Who killed Wes?| HOW TO GET AWAY WITH MURDER

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s